Quem está em busca de um estilo decorativo deve ir atrás de conhecer quais são os principais, de modo a selecionar aquele que faz mais sentido para o seu gosto e preferência. Mas um desses estilos que merece destaque é, sem dúvida, o minimalismo.

O minimalismo surgiu no século XX, tendo como objetivo oferecer maior organização e evitar a construção de ambientes muito carregados ou bagunçados. De fato, ele pode transformar qualquer imóvel, pois dá ênfase a aspectos mais naturais. 

Assim, em vez de simplesmente encher o espaço de objetos decorativos, quem opta pelo estilo minimalista deve buscar escolher móveis e artigos de grande impacto, mas que completem o cenário de forma bonita e funcional. 

De fato, cada elemento conta quando se deseja investir em um imóvel mais bonito e duradouro. Isso vai desde a escolha dos componentes usados no projeto de instalações elétricas da casa até a decoração dos ambientes com itens de qualidade.

Sendo assim, entender melhor o conceito minimalista e as suas particularidades é o ponto de partida para montar um planejamento de sucesso, que vai garantir que espaços especiais sejam construídos no seu imóvel.

É importante frisar que o estilo minimalista possui características práticas, que não o empobrecem ou desvalorizam a sua aplicação. Muito pelo contrário: são as escolhas ideais que fazem dele um estilo que ganha cada vez mais adeptos. 

Portanto, ao optar por ele dentro da sua residência, certamente o local se tornará ainda mais valorizado e bonito, contribuindo para que os moradores tenham mais tranquilidade e facilidade na organização diária dos cômodos. 

Se você já ouviu falar do estilo minimalista e quer entender melhor sobre ele, de modo a aplicá-lo dentro da sua casa, este artigo é para você. Por isso, siga na leitura deste conteúdo e saiba mais sobre o assunto, aproveitando 5 dicas especiais para o seu lar. 

O que é o minimalismo?

Existem muitos estilos decorativos que podem atender com eficiência os desejos dos proprietários de imóveis. Há opções como o clássico, o rústico, o industrial, o escandinavo, o retrô, o contemporâneo e vários outros. 

Assim, tal como é possível optar por um tipo mais moderno e contratar uma empresa de automação residencial para instalar diversos recursos no imóvel, também é possível decidir por um que seja menos carregado, como é o caso do minimalista. 

Mas afinal, quais são as características desse estilo, que vem ganhando cada vez mais a preferência dos proprietários de imóveis? Entre os principais pontos trabalhados nessa decoração, é possível mencionar:

  • Ambientes mais limpos;
  • Rejeição dos excessos;
  • Refinamento;
  • Funcionalidade;
  • Elegância.

Dessa forma, para que o estilo seja aplicado de modo ideal, é preciso começar por um tratamento de superfície, ou seja, retirar tudo o que há de excesso no local, como muitos artigos decorativos, e aplicar uma tinta de tom mais leve nas paredes.

Além disso, há outras ações que podem ser usadas para garantir que o estilo minimalista seja aplicado com sucesso na sua casa. Confira algumas delas a seguir. 

Como decorar o lar com a decoração minimalista

Decorar um imóvel vai muito além de simplesmente posicionar itens belos em diferentes locais ou espaços. Para que isso seja feito da maneira ideal, é fundamental entender melhor sobre o conceito, para então aplicá-lo corretamente.

Levando em consideração que o estilo minimalista evita excessos, prioriza ambientes mais limpos e organizados, preza pela funcionalidade e, por consequência, traz maior refinamento para a casa, é possível colocar em prática algumas dicas simples. 

1. Use apenas o suficiente

Assim como um filtro de nylon é fabricado com uma estrutura simples, mas é um item funcional para a sua finalidade, a decoração minimalista deve ser construída com base no uso de elementos necessários, inserindo-os de modo suficiente. 

Isso quer dizer que uma sala de estar, por exemplo, pode ser decorada apenas com um sofá, com uma estante, com um pequeno quadro na parede e uma cortina na janela. 

Aqui, é possível mencionar a famosa regra do “menos é mais”: de fato, quanto menor a quantidade de itens, mais organizado e bonito fica o local, garantindo a implementação do estilo minimalista com sucesso. 

2. Priorizar o uso de linhas retas

Do mesmo modo que uma máquina de alinhamento tem por objetivo proporcionar o deslocamento das rodas de um automóvel em linha reta, o estilo minimalista também busca uma linearidade, evitando muitos contornos e ondulações. 

Na prática, isso significa que os móveis e os objetos que serão usados na decoração devem ter um design menos trabalhado, priorizando as linhas retas na sua fabricação. 

Armários, cadeiras, bancadas e até quadros usados nos ambientes devem ser escolhidos sempre levando em conta as características mais simples e planas, deixando os ambientes mais leves e com menor quantidade de efeitos visuais. 

3. Invista em iluminação natural

Até mesmo o projeto de iluminação da casa pode contribuir para se alcançar mais facilmente uma decoração minimalista nos cômodos. Isso porque ele pode conter poucos elementos artificiais, dando prioridade para a iluminação natural. 

Portanto, evitar o uso de cortinas muito pesadas, deixá-las sempre abertas para garantir que a luz vinda de fora do imóvel traga mais visibilidade para dentro da residência é fundamental para alcançar bons resultados na decoração. 

Além disso, uma casa bem iluminada proporciona maior sensação de limpeza nos ambientes, ajudando a manter o espaço livre de sujeiras e garantindo que cada canto do imóvel esteja bem visível no dia a dia. 

4. Distribua espelhos pela casa

Um elemento que vem ganhando espaço na decoração minimalista pela sua funcionalidade e praticidade é o espelho, que pode ser usado em diferentes ambientes e auxilia na criação de efeitos especiais na ornamentação do imóvel. 

Foi-se o tempo no qual os espelhos eram apenas artigos instalados no quarto ou no banheiro. Agora, eles fazem parte da decoração, oferecendo uma maior sensação de amplitude dentro da casa e, por isso, são ideais para residências menores. 

Tal como um vidro laminado ajuda a refletir, os espelhos possuem a capacidade de “repetir” os elementos que estão no entorno, tornando qualquer decoração muito mais prática. 

Dessa forma, contribui inclusive com o estilo minimalista, por permitir a montagem de cenários bonitos e mais refinados, principalmente quando há o uso de molduras especiais. 

5. Prefira tons neutros

Um dos grandes princípios da decoração minimalista é a presença de ambientes claros e que sejam funcionais. Nesse sentido, nada mais indispensável do que preferir pintar as paredes ou selecionar itens que possuam cores mais neutras. 

O branco, o cinza e o bege são exemplos disso. Eles ainda podem combinar perfeitamente bem com outros elementos de materiais diferentes, como peças metálicas ou confeccionadas em madeira, harmonizando com tons pastéis. 

Sendo assim, da mesma forma que uma etiqueta branca pode receber uma coloração especial para cumprir a sua função de identificar objetos, uma sala que recebeu uma pintura branca pode acomodar móveis de madeira com tranquilidade. 

O importante nesse processo é justamente garantir que cores mais quentes ou muito fortes sejam evitadas, para que não poluam demais os cômodos e acabem por diminuir o efeito do minimalismo nos ambientes.

Ao seguir essas dicas, a aplicação da decoração minimalista se torna muito mais prática e rápida, podendo ser aplicada em imóveis residenciais e comerciais, assim como em locais com maior ou menor metragem. 

As vantagens do estilo minimalista

Quem busca um estilo de decoração menos carregado pode apostar facilmente no minimalista. Isso porque, além de bonito, ele também oferece vantagens consideráveis para deixar a casa do jeito que se quer com maior tranquilidade. 

Um benefício desse estilo é justamente o de criar ambientes menos estressantes. Como é sabido, o excesso de elementos visuais diminui a capacidade de concentração, de maneira que evitar o uso de muitos artigos traz mais calma para dentro de casa. 

Além disso, a limpeza dos cômodos se torna muito mais fácil, pois é possível evitar o acúmulo de poeira constante, assim como a quantidade de móveis e de artigos decorativos contribui para que a faxina doméstica seja mais rápida do que o comum.

Com o uso de menos móveis e objetos, é possível investir mais na compra da pouca mobília da casa, o que significa comprar aquelas que têm maior qualidade e que vão ter a durabilidade aumentada. 

 Por fim, vale mencionar que os cuidados do dia a dia são muito mais fáceis em uma decoração minimalista, uma vez que ela ajuda os moradores a guardar os seus pertences sempre no lugar certo. 

Conclusão

Por causa de motivos como os mencionados acima, o estilo minimalista ganha cada vez mais adeptos, pois vai muito além do visual, tornando-se uma decoração funcional e interessante. 

Sendo assim, se você se identificou com o estilo, não deixe de aplicar as dicas abordadas neste artigo e tenha um lar minimalista o quanto antes. 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe uma resposta